Voilà, crêpe francês

Eu adoro comida fácil e rápida de fazer. Afinal, não é todo dia que eu tenho tempo de fazer preparos longos e com um mega mise en place. Sem contar que, durante a semana, estou tentando fazer só coisas mais leves, porque eu e maridón estamos na dieta! Só que sou do time de quem acredita que dieta não é só comer salada. Ou seja, se vou comer menos e mais light, que sejam receitas saborosas, ao menos!

É aí que entra este crepe. É uma receita tradicionalíssima na França, onde se come no parque ou em qualquer lugar, recheado sobretudo com nutella. Não é a mesma coisa que panqueca; a diferença é sutil e se deve à manteiga que vai no crepe e deixa a textura da massa mais aerada. O tcharan da coisa é que a massa é bem neutra, o que te deixa mil e uma possibilidades de recheios: carnes, legumes, queijos, doce de leite, geleia e por aí vamos. No meu caso, escolhi fazer um recheio mais leve pra compensar a manteiga da massa. Saca só que facinha essa receita!

Crepe francês de ricota e espinafre (Rendimento: 2 porções)

Ingredientes para a massa

125g de farinha
2 ovos
250ml de leite integral
1 colher de chá de açúcar
1 pitada de sal
25g de manteiga
1 colher de sopa de rum ou água de flor de laranjeira (opcional)

Ingredientes para o recheio

150g de ricota despedaçada
100g de espinafre branqueado ou descongelado
1/2 cebola picada em cubinhos pequenos
1 colher de azeite
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo

  1. Comece pela massa pelo menos  uma hora antes de servir os crepes. Numa panela, esquente um pouco o leite (só o suficiente para derreter a manteiga). Retire do fogo, acrescente a manteiga, misture e reserve.
  2. Numa vasilha, coloque a farinha, os ovos, o açúcar, o sal e um pouco do leite e misture tudo com um batedor. Vá, aos poucos, acrescentando o restante do leite, misturando até obter uma massa lisa e meio líquida. Se ficarem grumos, passe a massa por uma peneira.
  3. Acrescente o rum ou água de flor de laranjeira e mexa para incorporar (opcional).
  4. Cubra a vasilha com um filme e leve à geladeira para a massa descansar.
  5. Enquanto a massa descansa, prepare o recheio. Refogue a cebola no azeite e acrescente o espinafre já branqueado (se você tem as folhas frescas, separe-as dos talos e jogue-as por 3 minutos numa panela de água fervente. A ideia é deixar as folhas mais verdinhas). Se você tiver o espinafre congelado, tire-o do congelador um pouco antes. Tempere com sal e pimenta a gosto.
  6. Acrescente a ricota já despedaçada e misture bem. Prove a mistura e ajuste os temperos, se necessário.
  7. Depois de uma hora do descanso da massa, aqueça uma chapa ou frigideira antiaderente. Deixe esquentar bem e passe manteiga com um pincel. Coloque meia concha de massa e espalhe o líquido com uma espátula.
  8. Deixe dourar o disco de um lado, depois descole-o com a espátula e vire o crepe. Você pode preparar todos os discos e depois ir recheando e servindo.
  9. Com o crepe pronto dos dois lados, acrescente duas ou três colheres do recheio e dobre o crepe ao meio. Deixe dourar bem e sirva com uma bela salada de folhas! Se preferir, pode jogar um molho branco ou de tomate por cima. Voilà!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Anúncios

Peixe na manteiga e no limão

Sempre fui enjoada com peixe. Comia pouco, de vez em quando e só quando minha mãe fazia. Aí você cresce, vai morar sozinha e estudar um pouco e descobre que fazer peixe não é lá tão complicado e que é incrivelmente delicioso. Testa daqui e dali, lê, pesquisa e agora dá vontade de comer sempre que possível.

O maior segredinho da preparação do peixe é lembrar que é uma carne muito delicada. Se você colocar o filé diretamente na frigideira, ele vai despedaçar e não vai dar certo. Por isso, todo peixe, seja ele preparado na frigideira ou no forno, precisa de uma proteção. Para fazer na frigideira, por exemplo, você deve empaná-lo numa farinha. No forno, você pode fazer no papilote. Assim, forma-se uma película e você não despedaça o filé.

Outro grande toque é que a gente não precisa (e não deve) usar limão sempre que for fazer peixe. É uma mania de temperar com sal, pimenta e limão que (pasmem) não é correta! Na verdade, o que estamos fazendo ao colocar limão é já começar o processo de cozimento do peixe. Isso muda o sabor e seu preparo, dependendo do resultado que você quer.

Além disso, nem é preciso dizer que você tem que comprar peixe de um lugar em que você confie e sempre sempre sempre pedindo o que tiver de mais fresco. Importante até adaptar a receita de acordo com o que for do dia, sabe?! Quem mora em cidade que não tem mar, como eu, tem que redobrar a atenção. O peixe que chega fresco aqui já tem sempre alguns dias do trajeto mar até a gôndola da peixaria.

Daí que agora que como peixe a torto e a direito, já tenho até minha receita preferida de fazer em casa. Daquelas vapt-vupt e de comer lambendo o prato (#phyno). É um linguado cujo negócio-chave pra ficar muito bom é o molho que, como tudo que é bom demais na cozinha, leva MANTEIGA (nunca nunca nunca margarina, ok?) e limão. Alcaparras e salsinha são complementos indispensáveis para mim. Mas, se você não curtir, ranca fora! A manteiga é um troço engraçado… nessa receita, ela queima (isso mesmo!) e fica incrível! Não se assuste. Nesse peixe, ela vai queimar mesmo. Vamos por partes…

Peixe com molho de limão e manteiga queimada

Rendimento: 02 porções

Ingredientes:

2 filés de linguado (pode trocar por outro peixe de sua preferência)

3 colheres de sopa de farinha de trigo

1/2 colher de chá de sal

1 boa pitada de pimenta do reino moída na hora

1 1/2 colher de opa de óleo

45g de manteiga em cubos

suco de 1/2 limão siciliano

1 colher de sopa de salsa picada

1 colher de sopa de alcaparras

IMG_8383
Para temperar

Preparo

  • Retire qualquer espinha que encontrar nos filés.
  • Misture a farinha com o sal e a pimenta, depois espalhe num prato grande. Empane os filés uniformemente com a farinha e agite-os para retirar o excesso.
  • Leve uma frigideira grande (antiaderente) ao fogo alto e aqueça bem o óleo. Adicione os filés com o lado mais carnudo para baixo e diminua o fogo para médio. Cozinhe por 1-2 minutos até dourar, depois vire o filé e frite o outro lado pelo mesmo tempo. (Filés mais findos precisam apenas de 1-2 minutos). Coloque os filés fritos num prato aquecido e cubra com papel alumínio.
  • Seque a frigideira com papel toalha e devolva-a ao fogo médio. Acrescente os cubos de manteiga e aqueça até ela começar a escurecer.
A manteiga começa a queimar mesmo
A manteiga começa a queimar mesmo
  • Apague o fogo e incorpore o sumo de limão (se afaste um pouco, pois vai espirrar). Junte a salsa e as alcaparras e faça movimentos circulares para que o conteúdo passe por toda a frigideira.
  • Volte os filés para a frigideira, regue com o molho e sirva imediatamente.
Filé de linguado para dois
Filé de linguado para dois

IMG_8386