Crème brûlée e as pequenas felicidades da vida

Amélie Poulain é um ser humano admirável; deveríamos ter mais delas por aí. Se você não assistiu ao filme, recomendo porque ele é tipo um ar fresco que bate na sua cara (sem máscara) quando você está passeando de férias por aí (sem coronavírus).

Se você já viu, vai se lembrar que uma das coisas que Amélie mais gosta é quebrar a casquinha do crème brûlée com uma colher. Ela fala sobre isso quando está listando as pequenas coisas que fazem os seres humanos felizes. Das cenas mais fofas do filme, é verdade, olha:

crème brûlée, ou creme queimado, é uma sobremesa tradicional francesa feita, basicamente, com creme de leite, ovos, açúcar e baunilha – a fava, de preferência. Para finalizar, leva uma cobertura dura de caramelo. É leve, delicado e cheio de sabor. Sem contar que te deixa com a maior panca de cozinheiro profissional (mas é mole de fazer).

No livro Comida & Cozinha, Harold McGee conta que se falou em crème brûlée pela primeira vez em 1962. Mas olha a treta: os espanhóis dizem que são os verdadeiros criadores da receita, que lembra muito a crema catalana, que surgiu no século XVII. Cá entre nós: quando estive em Barcelona, fiz um curso de um dia de menu catalão e provei uma receita original da tal crema e posso dizer: é quase igual, minha gente (vai canela e raspas de limão na infusão de leite).

Essa receita que eu faço veio da minha amiga de cozinha Marina. Nela chegou através de um amigo que, à época, trabalhava em um restaurante conhecido, onde preparava o creme. Amo como as coisas vão acontecendo. Com vocês: crème brûlée. De tão bom, não deu nem tempo de tirar foto pro post.

Que tal preparar no final de semana?

Ingredientes

300 ml de leite integral

300 ml de creme de leite fresco

2 favas de baunilha (ou 1 col de chá de extrato de baunilha)

70g de açúcar

6 gemas

Modo de preparo

  • Aqueça o forno a 180oC e coloque uma chaleira com água para ferver.
  • Corte a baunilha no sentido do comprimento e raspe as sementes do interior.
  • Junte-as ao o leite, creme de leite e o açúcar. Aqueça a mistura em fogo baixo, sem deixar que ferva.
  • Enquanto isso, bata vigorosamente as gemas com o fouet até que tripliquem de tamanho.
  • Coe o líquido morno e junte as gemas, combinando os ingredientes.
  • Coloque em ramequins e asse em banho maria por 20 minutos. O creme precisa estar firme, mas não duro.
  • Deixe resfriar na geladeira. Para servir, acrescente uma colher de açúcar ao creme e passe o maçarico até fazer um caramelo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s